melisica:

(by Camila III)

O tempo é mesmo algo tão indeciso e contraditório. É sempre essa lacuna impreenchível dentro do peito que parece aumentar a cada minuto. Nunca se supõe o que será do dia de amanhã, nem se encontram pistas do que realmente foi o de ontem. Não há certezas do que é o agora. Caminhar com esses passos tão curtos por uma estrada interminável sem saber onde vai chegar, ou o que se esconde por entre as poucas frestas de luz pelo caminho. Como posso usufruir de um destino tão incerto se sempre tive pavor à indefinições? Os anos passam tão depressa, os dias tão lentos, as paixões tão cegas, os amores tão curtos, os olhares tão desgostosos. Passarei a vida inteira sendo uma interrogação para que, quando finalmente chegar à minha única certeza, meu tempo se esgotará. O enigma da vida jamais desvendarei, mas o da morte é fácil: o abraço do destino imutável.

Parimundi

Reblog with 15 notes.